Home

O que é o Sujeito Moral?

Bem, o meu trabalho de casota de Filosofia é para me definir porquê sujeito moral... mas não sei o que é suposto expor! Alguém pode-me ajudar e explicar??? Agradeço desde já!

3 respostas

  • Publicada em 2009-01-18 por Anónimo

    Rystal C,

    Toda cultura e cada sociedade institui uma moral, isto é, valores concernentes ao muito e ao mal, ao permitido e ao proibido, e à conduta correta, válidos para todos os seus membros.

    Culturas e sociedades fortemente hierarquizadas e com diferenças muito profundas de castas ou de classes podem até mesmo possuir várias morais, cada uma delas referida aos valores de uma família ou de uma classe social.

    No entanto, a simples existência da moral não significa a presença explícita de uma moral, entendida porquê filosofia moral, isto é, uma reflexão que discuta, problematize e interprete o significado dos valores morais.

    Podemos expor, a partir dos textos de Platão e de Aristóteles, que, no poente, a moral ou filosofia moral inicia-se com Sócrates.

    O sujeito Moral e' a obediencia 'as regras que a sociedade criou!

    A idéia de autonomia do sujeito moral, que age de convenção com sua consciência sem se sujeitar a poderes externos, acompanha a moral desde a filosofia antiga

    Na filosofia prática de Kant, o sujeito moral é, muitas vezes, indicado por meio do noção de personalidade.

    Pode-se assumir que, segundo Kant, o sujeito moral é o ser racional. Para seres humanos, o sujeito moral pode ser qualificado porquê um ser racional sensível.

    O concepção de personalidade adquire cá relevância crucial.

    Um amplexo, Heldahttp://mnemosyne.blog-city.com/o_recurso_de_nozick__filosofia_moral_kantiana.htm

    http://www.ufsm.br/gpforma/2senafe/PDF/036e4.pdf

  • Publicada em 2009-01-18 por Anónimo

    Seriam portanto os valores, além de relativos ao lugar e ao tempo, também subjetivos, isto é, dependentes das avaliações de cada sujeito?
          Se cada um pudesse fazer o que muito entendesse, não haveria moral propriamente dita. O sujeito mora tem a percepção dos valore porquê resultado da intersubjetividade, ou seja, da relação com os outros. Não é o sujeito solitário que se toma moral, pois a moral se fundíbulo na solidariedade: é pela invenção e pelo reconhecimento do outro que cada varão se descobre a si mesmo. Intuir o valor é deslindar aquele que convém à sobrevivência e felicidade do sujeito enquanto pertencente a um grupo.
          O que acontece com freqüência é que, em certas épocas, não há condições de se perceber alguns valores -por exemplo, que a escravidão é desprezível -, e outras épocas em que valores fundamentais são esquecidos: na cidade grande, o individualismo exacerbado torna as pessoas menos generosas e mais desconfiadas.
          O sujeito moral surge quando, ao responder à pergunta "porquê devo viver?", o faz com pretensão de validade universal. Ou seja, o sujeito moral não é o eu empírico, individual, interesseiro, mas é o eu enquanto capaz de reconhecer o Outro porquê sendo um Outro-Eu: o Outro é tão importante quanto eu sou.
          Ninguém nasce moral, mas torna-se moral. Há uma longa estirão a ser percorrida para a aprendizagem de descentralização do eu subjetivo, conforme de superar o egocentrismo infantil e tornar-se capaz de "con-viver".Google

  • Publicada em 2009-01-18 por Anónimo

    Não conheço muito de filosofia, mas acho que o sujeito moral é aquele que, dentro do que considera visível e enquanto ser social, age de maneira a estar condizente com as regras de conduta, culturais e legais da sociedade onde tu vive
    E enquanto sujeito moral, tu é uma pessoa que faz o que qualquer sujeito "normal" faz.

    Aconselho-te a dissertar acerca isso.

Utilize o formulário para responder a esta pergunta